O ESPÍRITO DAS LETRAS

'Não é o ser que é variável, mais a palavra,

O tempo está no coração da existência."

Emoções que encerram significados. Gravadas no ar

Emergem da garganta, palato, dentes, língua e lábios

Sensações do encontro esculpidas na voz, os sons.

Tomam forma e peso conforme a alma que encerra.

Cada sopro um espírito, arte das formas no tempo

Misturam-se, combinam-se, criando a alma de tudo.

De tudo que foi que é ou que será criado. As palavras.

Alma composta no sopro, idéia das coisas, o nome.

Palavra, idéia, metamoforseiam-se em outras tantas

Viventes na formação do pensamento, dos significados.

Carrega nos sons a carga emotiva que lhe dá vida,

Independente e subordinada ao espírito da letra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário